Breaking News
Loading...
Wednesday, 1 August 2012


Miguel Gonçalves Mendes vai ausentar-se de Portugal durante cinco meses para trabalhar no Brasil. O realizador que organizou as manifestações anti-Miguel Relvas parte esta quarta-feira à procura de novas oportunidades, dada a situação difícil que se vive em Portugal. Mas leva mais projetos na bagagem, como "O Sentido da Vida", que pretende concluir no espaço de três anos (como início de rodagem marcado para janeiro).
Em entrevista ao programa "Combate de Blogs", da TVI24, explicou as suas razões. «Fui convidado pelo Fernando Meirelles para fazer um filme em São Paulo. Cá não tinha trabalho, por isso agora vou ser emigrante durante cinco ou seis meses», frisou, pedindo que as manifestações continuem.
«Espero que as pessoas continuem, porque isto não é só a questão de Miguel Relvas. É simplesmente o caso paradigmático de um padrão de comportamento que não pode ser mais tolerado. Já existiram novos casos, isto não é inédito. Já existiram gravadores que foram roubados no Parlamento, já existiram licenciaturas ao domingo. O que eu acho é que já se atingiu o limite do aceitável. A única coisa que se apelava naquelas manifestações era que todos os nossos representantes pusessem cobro a esta situação. Porque este tipo de comportamento incute de tal forma a descrença nos cidadãos que é o sistema político e o regime democrático que fica em causa. Isso é o que acho inaceitável».
Miguel também falou do seu novo projecto, "O Sentido da Vida", que terá uma nova forma de financiamento coletivo.

Ver notícia relacionada

0 comments:

Post a Comment