Breaking News
Loading...
Thursday, 13 December 2012

Gérard Depardieu foi criticado pelo primeiro-ministro francês esta quarta-feira depois de o ator ter comprado uma casa na Bélgica, perto da fronteira com a França, para assim pagar menos impostos.
Segundo a agência Reuters, Jean-Marc Ayrault referiu-se à decisão de Depardieu como «patética» e «pouco patriótica».
«Passar a fronteira, acho que é algo patético. Ser francês significa amar o país e ajudá-lo para que possa voltar a erguer-se», disse o primeiro-ministro francês em declarações ao canal France 2.
A mudança de residência de Gérard Depardieu terá sido motivada pelo novo imposto que atinge os franceses mais ricos, os que ganham acima de 1,3 milhões de euros anuais.
A vila de Nechin é o destino escolhido pelo ator de "Cyrano de Bergerac" e fica a poucos quilómetros da zona metropolitana de Lille, França. A pequena vila belga já é conhecida por alojar vários milionários franceses, como a família Mulliez, dona das cadeias de lojas Auchan e Decathlon.
Depardieu foi uma das figuras públicas que apoiaram a recandidatura de Nicolas Sarkozy à presidência francesa, nas eleições que acabaram por ser vencidas pelo candidato socialista François Hollande em maio.

0 comments:

Post a Comment