Breaking News
Loading...
Sunday, 30 December 2012

Chegou aquela altura do ano em que alguns blogues, sites e publicações aproveitam para fazer a sua lista de tops. O Rick´s Cinema não é diferente e resolveu efectuar a sua lista do Top 10 de 2012, dos "melhores" filmes que estrearam em circuito comercial. As aspas não surgem de forma irónica, mas sim para realçar que em todo e qualquer top não existem verdades absolutas, estando apenas exposta a opinião de quem elaborou o mesmo, ou seja do seu gosto pessoal.

O Top 10 diz respeito às estreias em circuito comercial em Portugal, entre os dias 1 de Janeiro de 2012 até 31 de Dezembro de 2012. Este critério utilizado leva a que muitos dos filmes vistos em festivais tenham de ficar de fora, tais como "Beasts of the Southern Wild", "A Última Vez Que Vi Macau" e "The Master", que certamente vão fazer parte do Top 10 do próximo ano. O top diz respeito ao gosto pessoal de cada um dos bloggers, ou seja, se não gostámos do filme não faz qualquer sentido colocar no top, mesmo que reconheçamos o valor do mesmo. Outro ponto importante passa pelo facto das escolhas efectuadas por mim nada influenciarem as escolhas do Hugo e vice-versa (embora dois filmes bem classificados no meu top tenham sido sugeridos pelo Hugo, nomeadamente, o Moonrise Kingdom e o Shame).

Como em todos os anos, formar um Top 10 foi extremamente complicado, sobretudo quando em 2012 estrearam em Portugal alguns filmes bem agradáveis. Falar num ano mau quando estrearam em Portugal filmes como "Amor", "A Invenção de Hugo", "Tabu", "O Artista", "A Vida de Pi", "Moonrise Kingdom", "Era Uma Vez na Anatólia", "Argo", "César Deve Morrer", "Vergonha", "Moneyball", "Le Havre", "O Gebo e a Sombra", "Fora Satanás", "Holy Motors", "Linha Vermelha", "As Vantagens de Ser Invisível", "O Cavalo de Turim", "J.Edgar", "Martha Marcy May Marlene, "Jovem Adulta", "Elena", "Temos de Falar Sobre Kevin", "Procurem Abrigo", entre muitos outros, não me parece que seja um comentário justo. Podem não vir a ser clássicos intemporais, mas essa é uma questão que apenas o tempo vai ditar.

Quanto ao Top 10, volto a lembrar a enorme subjectividade do mesmo, não só porque é impossível ver todos os filmes que estrearam nas salas de cinema, mas também porque a nossa relação com os filmes nem sempre é a mesma ao longo de toda a nossa vida (ou seja, daqui a 4 ou 5 anos provavelmente não terei a mesma opinião em relação a todos estes filmes). Este ano a lista não surge acompanhada pelos breves comentários, mas sim pelas críticas aos filmes, que explicam bem melhor o que me levou a escolher estas obras para a lista do que meros resumos das mesmas (mas posso dizer que o primeiro classificado é de tirar o fôlego).

- 1º 'Amor', de Michael Haneke (Resenha Crítica: "Amour")

- 2º 'A Invenção de Hugo', de Martin Scorsese (Resenha Crítica: "A Invenção de Hugo")

- 3º Tabu, de Miguel Gomes (Resenha Crítica: "Tabu" (2012).

- 4º 'O Artista' de Michel Hazanavicius (Resenha Crítica: O Artista (2011).

- 5º 'A Vida de Pi', de Ang Lee (Resenha Crítica: "A Vida de Pi").

- 6º 'César Deve Morrer', de Paolo Taviani e Vittorio Taviani (Resenha Crítica: "César Deve Morrer").

- 7º 'Argo', de Ben Affleck (Resenha Crítica: "Argo").

- 8º 'Era Uma Vez na Anatólia'. (Resenha Crítica: "Era Uma Vez na Anatólia")

- 9º 'Moonrise Kingdom', de Wes Anderson (Resenha Crítica: "Moonrise Kingdom")

- 10º 'Vergonha', de Steve McQueen (Resenha Crítica: Vergonha (2011).


Menções Honrosas (por ordem alfabética):

- Anna Karenina:  Resenha Crítica: "Anna Karenina" (2012)

- As Vantagens de Ser Invisível: Resenha Crítica: "As Vantagens de Ser Invisível"

- Holy Motors: Resenha Crítica: "Holy Motors"

- Linha Vermelha: Resenha Crítica: Linha Vermelha (2012)


Guilty Pleasure do ano: "Os Mercenários 2" - Resenha Crítica: "Os Mercenários 2"

0 comments:

Post a Comment